Senta que lá vem resenha: Livro Alina

terça-feira, junho 06, 2017

Livro: Alina (Série Família Cirilo #1)
Autora: Emilia Lima
Páginas: 188

Série: Sim
Editora: Pedrazul
Tema: Romance Histórico, Romance de época.

Sinopse: Amor e paixão no Brasil colonial! 
Ambientada na Bahia século XVI, com passagens em Lisboa, Alina conta a história da família Cirilo, que veio de Portugal com o intuito de ajudar na colonização do Brasil. Alina Cirilo amou o jovem advogado Pedro Garcia desde a primeira vez que o viu – um grande amor, porém, proibido. Apaixonada por Pedro, com quem havia se deitado, ela é enviada pelo pai para longe, mas já levava a semente dele dentro de si. Sem escolha, longe de casa, vivendo em meio aos índios, ela conhece Naru, um mestiço com modos de fidalgo. Sozinha, carente, ela deixa-se conquistar pelo jovem belo e doce mestiço, embora nunca tenha esquecido Pedro. Amor, laços familiares, renúncias, traições e reencontros surpreendentes.






Um livro absurdamente lindo! Absolutamente encantador!

Alina é a nossa mocinha da vez e a história se passa no Brasil colonial. Alina é a caçula da família Cirilo Lima e nunca teve preconceitos raciais, seja com negros ou índios. Sempre tratou todos de igual para igual. Além disso seu pai sempre lhe deu liberdade para ir e vir quando tivesse vontade, o que acabou revelando que ele sempre teve uma predileção por ela. Mas um dos fatos mais importantes é sobre o amor da jovem por Pedro Henrique.

O amor que une Alina e Pedro Henrique é algo milenar, profundo, intenso e o mais interessante: proibido. Por quê? Pedro Henrique é um jovem casado (não é spoiler, está na sinopse) e Alina nunca suportaria destruir uma família e então eis que após descobrir que ele também a amava, os dois tem uma noite repleta de amor e paixão só que no dia seguinte, Alina parte para a fazenda de sua irmã afim de esquecer Pedro Henrique para sempre.

"Alina jamais via o mundo pelo lado material. Tudo nela era pura emoção. Ela amava a simplicidade e, acima de tudo, respeitava a maneira de pensar das pessoas, mesmo quando discordava delas, pois sabia o verdadeiro sentido da palavra liberdade."

Os meses passam e alguns acontecimentos também e ela vai parar em uma aldeia indígena onde conhece o mestiço Naru por quem nutre uma linda amizade (da parte dela), mas o fato é que Alina nunca se esqueceu de Pedro, que foi seu primeiro e único amor.

O livro tem uma narrativa leve, em terceira pessoa e que nos permite conhecer muito bem Alina e sua família, seus costumes, hábitos e sentimentos. Os cenários são perfeitamente bem descritos, facilitando o leitor se imaginar perfeitamente em cada local. Mas tenha calma, nada disso é cansativo ou monótono. A autora conduziu toda a história em ponto alto e francamente não tem como não se identificar com nossa heroína.

"-- Tu não morrerás de amor. Ninguém morre de amor, Pedro.
-- Mas perder a vontade de viver... Isso também não é um tipo de morte?"



Devo confessar que fiquei receosa com o fato de Pedro ser casado mas mesmo assim se envolveram, mesmo que apenas uma única vez e quando Naru surgiu na história fiquei bem dividida se a personagem deveria ou não dar uma chance a ele, porque apesar de o primeiro ser casado, não havia amor entre eles. Sei que isso não justifica, mas com o decorrer da história o leitor acaba se sentindo um pouco culpado por ter julgado tanto Pedro.

Agora um personagem que me chamou muita atenção foi Naru. Que exemplo de altruísmo! Naru é um cara desprendido de qualquer bem material ou sentimento. Sempre coloca a felicidade dos outros acima da sua. É o tipo de personagem que cativa até o mais insensível. Eu senti muito apreço por ele.

"Quando se trata de paixão, qualquer som, cheiro ou toque pode trazer uma lembrança que causa um pequeno desconforto lá nas entranhas da alma."

Confesso que algumas vezes quis matar Alina. Mas também preciso dizer que entendo todas as atitudes dela, então podemos concluir que foram erros justificáveis.

A edição do livro está impecável, tudo muito bem detalhado e feito com muito amor para o leitor. Ao longo das páginas há ilustrações belíssimas! A editora está de parabéns por seu trabalho maravilhoso.

Para finalizar, tenho que frisar que esse livro tem um romance avassalador, embora leve. Indico para todos aqueles que querem ler livros do gênero, pois não contém cenas impróprias e mesmo assim não perde a essência da história. Outro ponto importante a destacar é que o livro é baseado em fatos reais, só que alguns personagens tiveram algumas alterações, ou seja, Alina, na verdade, é uma parente distante da autora e isso para mim é o que deixa a obra ainda mais especial.


"Ela o amava a seu modo. Porém, se houvesse uma forma de medir a qualidade do amor de um e outro, dir-se-ia que o dele era completo, e o dela, ainda incompleto."







You Might Also Like

17 comentários

  1. Vou logo avisando que a capa desse livro é sucesso, ameeei demais. Ainda sou nova nos romances de época comecei a ler esse ano e não li muita coisa, como tb não conheço muitas autoras, mas de tds que conheço o único que se passa no Brasil é esse e já me deixou super curiosa pra ler !!!

    ResponderExcluir
  2. Heey! Tudo bem?
    Eu NUNCA li romances de época, mas tenho que confessae que esse me chamou a atenção por ser no Brasil colonial. Adoro histórias que se passam em algum momento passado do Brasil, recomendo Dois Irmão do Milton Hatoum se ainda não tiver lido :)
    Abraços.
    http://diarioleitorblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Awwwwwnnn, eu quero esse livro, Cami! Sorteia ele pra mim? Kkkkkk.
    Eu amei saber que o contexto é brasileiro, assim temos um gostinho do período colonial no nosso país. Gente, esses amores proibidos entre os personagens mexem com o leitor. E ainda mais com o aparecimento de outro na história. Fiquei curiosa pra saber o que acontece depois com Pedro e Alina (nesse momento gostaria de spoiler). Fiquei tão feliz por ser um romance leve. Tu sabe que fujo de livros eróticos ou hot. Esse vai, com certeza, pra minha lista. E ainda mais por ser baseado em fatos reais. Mas da vida da autora, né isso? E não do contexto colonial?
    Amei a resenha como sempre.
    Um beijo no coração. ❤

    ResponderExcluir
  4. Oi Camila!

    Como eu sou APAIXONADA por romances de época, fiquei encantada com esse livro, e ainda, achei bem interessante o fato de que a narrativa é ambientada no Brasil colonial (também amo essa parte da nossa história ❤ ).
    Sua resenha me despertou o interesse por conhecer essa obra. Vai pra lista já!

    Beijos

    Hellen Cristhi
    Cuca Literária

    ResponderExcluir
  5. A capa é super fofinha, adorei
    amorliterarioblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Adorei as fotos, posso estar falando sandices mas achei que a capa lembra um pouco A seleção hahaha Gostei da resenha, fiquei curiosa por ser em período colonial mas não sei se leria agora, talvez futuramente :D Boa resenha!

    Um beijo, Carol
    Blog com V.

    ResponderExcluir
  7. Oiie Camila.
    Não gosto de amores proibidos e de traições. Acho que nada justifica. 😂 Seria muito estranho dizer que também não gostei da capa? Achei muito ps.
    Contudo, romances de época escrito por brasileiros e se passando no Brasil é algo inusitado. Gosto de autores que valorizem a sua terra.
    Beijos.

    Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  8. O livro mais próximo de romance de época que li foi perdida, porém pelo que vi na resenha a proposta do livro está muito interessante e com certeza quero ler.

    ResponderExcluir
  9. Olá, Cami! Ai eu adorei sua resenha, me deixou suspirando! Querendo saber mais sobre a história! Você sabe que amo romances de época e esta capa e premissa por si só já me encantaram! Anotada a recomendação, assim que possível, irei adquirir! Otima resenha, linda!
    Beijos, Yasmim.

    Blog: http://literarte.blog.br
    Insta: http://instagram.com/blogliterarte

    ResponderExcluir
  10. Oii.. sou apaixonada por romances de época..ainda mais quando a mocinha é forte decidida e não tem preconceitos. Fiquei bem curiosa a respeito desse livro, ainda mais por passa-se no Brasil colonial. Sem dúvidas leria, já me apaixonei por Alina <3
    Adorei a resenha e as fotos! Beijos

    ResponderExcluir
  11. Capa linda! Amo os romances de época! Esse promete ser muito bom, reviravoltas, encontros e desencontros uma mistura maravilhosa! Com certeza vai pra lista. Resenha top!
    www.danuzaeoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Mais fotos lindas!! Um texto super bem escrito e essa editora tá abusando da lindeza das capas.. Gente!! Apesar dela ser aqui do meu estado não é por isso o elogio (pq tudo ela lança no RJ =/) mas a história é mais uma das que me chamaram imensamente a atenção! Vai entrar no carinho dos desejados pra uma próxima compra!! Obrigado!! ~Elis Blog Pretenses

    ResponderExcluir
  13. Que resenha maravilhosa, já várias resenhas desse livro essa semana, e cada resenha que leio, desperta mais ainda a vontade de lê-lo. As fotos estão lindas. bjus.

    ResponderExcluir
  14. Adorei a capa, e sou completamente apaixonada por livros de época. Amei sua resenha, e já quero ler para descobrir o desenrolar dessa história.

    ResponderExcluir
  15. Suas fotos ficaram lindas, gostei bastante do quotes que você trouxe, romance de época tá num boom danado e sua resenha me deixou com vontade de conhecer esse livro, pois até então desconhecia. Anotando a dica!

    Bjs
    Suka
    http://www.suka-p.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. História e Romance é uma combinação perfeita, para mim.Deu muita vontade de ler ❤❤❤.

    ResponderExcluir
  17. Oii!
    Amei as fotos e a resenha, até hoje li poucos romances de época e confesso que fiquei com vontade de ler esse. Já vou colocar ele na listinha.
    Bjs.

    ResponderExcluir