Senta que lá vem resenha: Livro Um Beijo a Meia-Noite

quinta-feira, dezembro 14, 2017

Livro: Um Beijo à Meia-Noite (Contos de Fadas #2)
Autora: Eloisa James
Páginas: 320
Série: Sim
Editora: Arqueiro
Tema: Romance de época, ficção.

Sinopse: Kate Daltry é uma jovem de 23 anos que não costuma frequentar os salões da alta sociedade. Desde a morte do pai, sete anos antes, ela se vê praticamente presa à propriedade da família, atendendo aos caprichos da madrasta, Mariana. Por isso, quando a detestável mulher a obriga a comparecer a um baile, Kate fica revoltada, mas acaba obedecendo. Lá, conhece o sedutor Gabriel, um príncipe irresistível. E irritante. A atração entre eles é imediata e fulminante, mas ambos sabem que um relacionamento é impossível. Afinal, Gabriel já está prometido a outra mulher – uma princesa! – e precisa com urgência do dote milionário para sustentar o castelo. Ele deveria se empenhar em cortejar sua futura esposa, não Kate, a inteligente e intempestiva mocinha que se recusa a bajulá-lo o tempo todo. No entanto, Gabriel não consegue disfarçar o enorme desejo que sente por ela. Determinado a tê-la para si, o príncipe precisará decidir, de uma vez por todas, quem reinará em seu castelo. Um beijo à meia-noite é um conto de fadas inspirado na história de Cinderela. Com um estilo que combina graça, encanto e sedução, Eloisa James escreve uma narrativa envolvente, com direito a fada madrinha e sapatinho de cristal.








Como todo conto de fadas temos um toque especial de amor e de suspiros e com esse não foi diferente.

Nessa história a princesa virou criada após a morte do pai e sua irmã não era tão malvada assim como no clássico. Na verdade a irmã era um exemplo de gentileza. E o Príncipe? Bem o príncipe de príncipe possui apenas o título porque é um idiota e não é considerado um padrão de beleza (ele tem as sobrancelhas juntas, eu não sei vocês mas não consegui imaginar um cara bonito).

Victoria Daltry precisa se casar com Algernon, mas a mãe do rapaz alega que só haverá casamento com o consentimento do Príncipe, um tio distante do jovem. E quando a moça não pode comparecer ao baile, sua mãe, Mariana, obriga Kate a enteada que virou criada, administradora e arrendatária, a ir em seu lugar, se passar pela irmã, mas ela não imaginava que mesmo com todos os defeitos e acostumado a ser bajulado todo o tempo, o príncipe também seria um homem apaixonado. 




"Agora, uma nova forma de humilhação: ser vestida como cordeiro quando se sentia um patinho feio. Ela ia superar."

Com uma escrita fluida e capítulos curtos (adorei isso! Quase todos os romances de época tem capítulos grandes!) Eloisa James nos transporta para um mundo de castelos, príncipes e princesas, quase como nos contos de fadas que conhecemos. Uma obra bem leve e divertida de se ler! Por ser meu primeiro contato com a autora, fiquei fascinada pelos detalhes e pela forma como ela conduziu a trama com maestria.

Kate é uma garota intempestiva. É muito difícil o leitor não se apegar a mocinha, principalmente porque ela não sonha com príncipes encantados em um cavalo branco e nem romantiza a realeza. Quando conhece o Príncipe Gabriel, um homem com um título forte, porém um caçador de dotes, se policia para não elogiá-lo e inflar ainda mais o ego do homem. Gabriel foi um personagem que tive dificuldade em gostar, não só pelo fato de ser um imbecil, como também, por sua personalidade nada decorosa. Porém, à medida que a história avança, podemos desenvolver certo afeto por ele. Gabriel conquista as leitoras de forma sutil e perspicaz. 

E como no conto de Cinderela, aqui também temos uma madrinha, ainda mais maravilhosa do que poderíamos imaginar. Henrietta, ou, como ela prefere, Henry, é o tipo de madrinha que todas nós gostaríamos de ter. É divertida, espirituosa e vulgar (mas não de um jeito ruim). Henry com certeza foi uma das melhores personagens da obra. 




A autora foi bem fiel a história original, com direito a ratos, sapatinho de cristal e madrasta má, embora eu ainda prefira a versão da Júlia Quinn ( Um Perfeito Cavalheiro - Os Bridgertons 3). Mas um fato que me chamou bastante atenção foi que em uma das conversas dos personagens, Eloisa cita a corte da família real portuguesa com moradia no Rio de Janeiro. Eu adorei isso! 

O que nos faz pensar que a obra se situa em 1813 pelo menos, e isso me deixou instigada para o fato da menção a "camisinha" pelos personagens e aí, mordida pela curiosidade, fui pesquisar sobre sua criação e qual não foi a minha surpresa ao descobrir que tal método contraceptivo é mais antigo do que a Idade Média? Um fato que me deixou perturbada sobre misturar passado e presente, quando na verdade já existia no passado. Parabéns para a autora mais uma vez!

A obra está impecável! A editora Arqueiro desempenhou um excelente projeto gráfico. Eu recomendo a obra para todos os fãs de romances e contos de fadas.





You Might Also Like

26 comentários

  1. Olá!
    Eu adorei essa leitura. Ahh até que enfim alguém que concorda comigo sobre as narrativas enormes nos romances de época...hahaha...fiz comentários desse tipo na minha resenha, se as autoras soubessem como fica melhor a leitura com capítulos curtos, já nos ajudaria demais.
    Achei Kate uma mocinha bem generosa e diferente de tantas dessa época. Confesso que Gabriel realmente ficou meio lerdo nessa trama, mas acabei me simpatizando por sua forma em ajudar o próximo mesmo se sacrificando. Os toques de humor e essa referência ao clássico com visão mais moderna ficou demais.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?

    Contos de fada não é meu tipo de história favorito, mas esses livros me chamaram a atenção. Fiquei curiosa para ler, vendo sua resenha! Assim como "Quando a Bela domou a fera" vou colocar esse na lista para ler em breve.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oie, tudo bem?
    Cara, que livro maravilhoso! Eu quero muito ler o primeiro, "Quando a Bela domou a Fera", para me jogar nesse. Mal vejo a hora de começar, pois achei a premissa incrível, e adorei sua resenha também!!

    ResponderExcluir
  4. Ei! Tudo bem?

    Não fui muito fã do livro, devo falar que a escrita da autora é realmente ótima, Henry é a melhor personagem e a construção da Kate é até legal, tendo em mente as referências de Cinderela que nós temos. Maaaas... Eu não gostei nenhum pouco do Gabriel haha Achei o livro corrido demais, acabou que minha nota foi bem baixa. Mas fico muito feliz em saber que a história te conquistou :) Sua resenha está ótima, parabéns!

    Beijos!
    http://www.as365coresdouniverso.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ola lindona eu amei esse livro, o príncipe renunciar tudo para ir ao encontro de sua amada, achei tão fofo o modo como ele chama atenção dela no final, toda releitura me chama atenção e essa série se tornou uma de minhas queridinhas. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  6. Nossa fiquei chocada com a história da camisinha, mesmo sendo um assunto da minha área eu não fazia ideia, bem interessante. Eu não sou fã de recontos, mas me falaram que esses livros não se tratam apenas de recontar uma história de conto de fadas, então de certa forma me interessei pelos livros novamente. Confesso que acho as capas fantásticas. Adorei sua resenha e tudo que você nos abordou sobre a histórias, fiquei mais curiosa do que ja estava. Beijos.

    http://naturezaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi camila, fiz a mesma pesquisa que você sobre a camisinha!!!! kkkkk Também situei a obra mais ou menos nesta época.
    Adorei Henry e seus conselhos. Uma madrinha e tanto para nossa "cinderela".
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  8. Achei bem interessante ela fazer uma releitura de contos de fada situando a história no tempo e mesclando fantasia e realidade (gostei da menção à família real portuguesa). Como não conheço a escrita da Quinn, não posso comparar como você. Mas gostei da resenha o suficiente para tentar ler o livro. ;)

    ResponderExcluir
  9. Oiê! Eu adoro releituras então imagino que curtiria a obra, mas confesso que fiquei um pouco pé atras com o Gabriel, depois do que você falou dele. Fiquei boba com esse negócio da camisinha, nunca imaginaria que essa é uma invenção tão antiga haha
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Não sabia que era releitura!! Adorei! Tb amo a versão da Julia Quinn, mas qro ler essa tb.
    Achei curioso esse detalhe do preservativo tb, não sabia!!! hahahaha

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  11. Sendo sincera, eu detesto releituras ainda mais de cinderela que depois de a Bela adormecida para mim é um dos contos mais chatos que tem. Mas quando li esse livro eu gostei muito. Claro que tem suas referências com o conto mas foi uma surpresa para mim me agradar ao ler esse livro. Ótima resenha. Parabéns.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  12. Olá,tudo bem? Ah estou doida para ler logo algum livro da autora, pois sendo fã de romance de época, só vejo elogios iguais ao seu com relação as obras delas. Ainda tenho que ler o primeiro da série, mas sinto que também serei fisgada por este. Adorei <3
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oie! Apesar de amar conto de fadas, não achei a história assim tão interessante, mas leria, sim!
    Tenho um amigo que tem as sobrancelhas juntas e ele é um gato! Rsrs
    Eu iria imaginar logo ele. kkkk
    Eu acho que esse meu amigo é a única pessoa do mundo que tem monocelha e é bonito, mas eu também não gosto.
    Também gosto de capítulos curtos!
    E eu amei as suas fotos! Ficaram bem delicadas e caprichadas!
    Beijinho!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  14. Oi Camila. Gosto bastante da proposta desse livro, mas tenho que admitir que certas coisas me deixam receosa com a leitura. Além do fato que estou achando um excessivo bater na mesma tecla de releituras.
    Eu gostei bastante da sua sinceridade na resenha.
    Um beijo.

    Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  15. Oiie
    A premissa desse livro me interessa bastante, adoro livros onde as mocinhas não ficam venerando os mocinhos sabe. Acredito que posso gostar bastante desse livro. Amei saber sua opinião sobre o livro.
    Bjos, Bya! 💋

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bom? Eu ja vi muitas resenhas desse livro e me interesso bastante. Nunca li releituras e ele me deixa bem curiosa para ler uma.

    Beijos, Ally.
    Amor Literário

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Eu tenho o e-book desse livro, mas a verdade é que ainda nem li o primeiro livro da série. Gosto de romances de época e não vejo a hora de me jogar na leitura, o problema é conseguir conciliar tudo. rsrs
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  18. Eu adoro conto de fadas, mas essas adaptações das princesas me deixam com um pé atrás, sabe? Na real que não gosto muito do gênero desse, mas é tão lindo e vejo tanta gente falando bem que até sinto curiosidade.

    ResponderExcluir
  19. Eu amei o primeiro livro e sua resenha só aumentou minha vontade de ler. Amei a escrita da Eloisa porque ela não tem um padrão de romance de época e brinca sempre com o príncipe que foge dos esteriótipos. Obrigada por subir esse livro na minha lista!! ♥ A resenha tá perfeita pros livros dela. Elisabete Blog Pretenses

    ResponderExcluir
  20. Oi, tudo bem ?

    Estou louca para ler este livro, mas tinha esquecido de anotar o nome...então encontrar este post foi MARAVILHOSO ,muito bom poder conhecer um pouco mais do livro pela perspectiva de uma leitora .Uma boa dica de leitura e um lindo post.

    ResponderExcluir
  21. Gostei muito de Quando a Bela Domou a Fera, mas a tradução muito moderninha da editora me fez desanimar com o restante da série. Por mais apaixonada que seja por romances de época certas coisas como 'girias' que não eram usadas na época me incomodaram muito no primeiro livro, então acaba tirando um pouco da magia pra mim. Mas fico feliz que tenha gostado da leitura. Eloísa é uma autora excelente!

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  22. Olá!

    Infelizmente romances de época não são meu estilo, na verdade estou tentando fugir de romances também, cansei do padrão (risos). Mas fico feliz que tenha gostado do livro!

    -Nicoli Alexandre

    ResponderExcluir
  23. Eu adoro releituras de contos infantis e Cinderela é um dos favoritos. Ainda não tive oportunidade de ler essa obra, mas sua resenha ajudou a aumentar minha curiosidade. Obrigada pela dica.

    ResponderExcluir
  24. Oie
    no geral gosto bastante de livros que se inspiram em conto de fadas mas as vezes me decepciono muito como conduzem, gostei do enredo e tudo mais porém leria com um pé atras para não me decepcionar, legal sua resenha e parabéns pela sinceridade

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Eu quero muito ler os livros desta autora...
    Inclusive já os adicionei a meta deste ano, estou louca por "Como a bela domou a fera", li elogios incríveis dele mas este segundo não parece ter agradado tanto quanto o primeiro e por isso mesmo tendo em mente de que trata-se de uma boa história já guardei minhas expectativas para evitar decepções.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  26. Olá, tudo bem? Li u livro dessa mesma autora e dessa série de releituras de conto de fadas: Quando a Bela Domou a Fera e confesso que a leitura deixou muito a desejar. Por conta disso, embora haja um burburinho ao redor desse livro, não pretendo lê-lo tão cedo. Vou passar essa dica, mas gostei que o livro te fez pesquisar sobre a camisinha. Também já fiz isso, mas numa outra obra de época. Quem disse que romance de época não agrega cultura, neh non? rs. Um beijo e muito sucesso para você!!!

    ResponderExcluir